.share-button {display: inline-block;}

30 junho, 2017

Roda Carijo encerra em Porto Alegre com carijada nos dias 14, 15 e 16 de julho

O Projeto Roda Carijo promove última etapa da circulação do filme Carijo em espaços de ensino e centros culturais, e evento de produção artesanal de erva-mate vai acontecer no CTG Estância da Azenha, próximo ao Parque da Harmonia

O Coletivo Catarse, através do Projeto Roda Carijo (www.projetocarijo.com.br), promove a realização da circulação do filme Carijo como atividade formativa gratuita e evento Carijada, de produção de erva-mate aos moldes tradicional e ancestral indígena Guarani. Em projeto financiado pelo sistema Pró-cultura RS, da Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, será realizado no CTG Estância da Azenha, Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 155, bairro Praia de Belas, nos dias 14, 15 e 16 de julho, de forma aberta e pública, todo o processo desse feitio – a colheita da erva-mate, o processamento, a secagem na estrutura chamada carijo, além da moagem em pilão e soque. A ideia é garantir uma exposição do processo e a participação do público em todas as etapas, que serão demonstradas no estilo de oficina.

O sapeco é uma das tarefas que mais demandam atenção, sendo o primeiro contato da erva-mate com o calor do fogo
Durante a secagem, que ocorrerá na noite de sábado para domingo, prepara-se uma pequena festa, chamada de Ronda do Carijo, em que se acompanha o processo com atividades culturais (música, contação de histórias, causos e a confraternização da comunidade ao redor do carijo, etc.), a fim de que a chama do carijo nem se apague nem suba muito ao ponto de que a erva queime por completo – "pois esta é a tradição". O conhecimento é Guarani, e o processo produtivo é a intersecção com a cultura imigrante que passava a tomar conta do estado a partir do século XVIII. Pelo menos duas atrações culturais já confirmaram presença na Ronda do Carijo, os premiados grupos culturais Alabê Ôni, que expressa a sonoridade dos tambores afrogaúchos, e a Cia Teatro Lumbra, com sua apresentação de teatro de sombras.

Esta é a terceira e última etapa do projeto, que já esteve nos municípios de Soledade e Ijuí, em março e maio respectivamente, quando mais de quatro mil pessoas assistiram ao filme em escolas e centros culturais nos dois municípios, e centenas participaram em vários dos momentos das atividades das carijadas produzidas.

Mais de 4 mil pessoas já assistiram ao filme Carijo em escolas e centros culturais nas regiões de Ijuí e Soledade


Nenhum comentário:

Postar um comentário