.share-button {display: inline-block;}

04 abril, 2014

Filme Carijo lançado em Panambi, São Miguel das Missões e Giruá

Foram 5 sessões em 5 dias. Um público diverso, assim como é o retrato da cultura da erva-mate no Rio Grande do Sul. Sim, todos os tipos de gaúcho consomem e se interessam pelo chimarrão. Uma herança indígena, Guarani, assumida como a bebida símbolo do estado.

E isso é um pouco do que trata o filme Carijo, centrado principalmente na história da produção artesanal e da resistência de um tipo de secagem da erva que remonta as raízes indígenas e camponesas da cultura do gaúcho.

Iniciamos a "turnê de lançamento" em Panambi, uma das principais localidades onde filmamos e pesquisamos. Na sessão do dia 25 de março, no Centro Cultural 25 de Julho, cerca de 30 pessoas presenciaram a 1ª exibição oficial do filme. Ali foi possível ver a reação emocionada de dois dos pricipais personagens do documentário, o Sr. Luís Pires e sua irmão, Conceição Pires. Presentes também representantes da secretaria de educação do município, contemplados com um KIT do projeto, assim como o próprio Centro Cultural.



Em seguida, em São Miguel das Missões, duas sessões no dia 26, uma dentro das ruínas de São Miguel Arcanjo, tombado Patrimônio Cultural da Humanidade, e outra no Centro de Tradições Nativistas Sinos de São Miguel. Na primeira, mais de 60 pessoas, em sua maioria indígenas remanescentes e moradores da aldeia Guarani do município assistiram a exibição juntamente com membros do escritório regional do IPHAN e da prefeitura municipal. Na segunda, também cerca de 60 pessoas presentes numa exibição em que foi possível observar as reações de todos a diversos momentos do filme.







No dia 27, uma exibição especial em Giruá, no Quilombo dos Correa. Um retorno a uma área de resistência, fincada no meio do latifúndio, de uma família que luta pra sobreviver e para manter a cultura da produção da erva-mate de carijo como algo inerente a sua existência. Na manhã do dia seguinte, o maior público de todas as exibições, cerca de 250 alunos da rede municipal de ensino e participantes do centro de tradições gaúchas local.






No retorno, ainda deu tempo de passar em mais uma atividade, uma carijada inspirada no Projeto Carijo, realizada em Soledade (clique aqui para ler post específico).


Já em Porto Alegre, planejadas 2 sessões de exibição do filme, uma pré-estreia, dia 4 de abril, 21h, na Lancheria/Sorveteria Ricolato, Av. Protásio Alves, 2522. A outra é a estreia oficial, na XIX Sessão Bodoqe de Cinema, dia 15 de abril, a partir das 19h30, no Comitê Latino-Americano, rua Vieira de Castro, 133.

O Projeto Carijo foi contemplado no edital de Patrimônio Cultural Imaterial do IPHAN.

Agradecemos, ainda, o apoio recebido para esta turnê do Clube Cultural 25 de Julho, em Panambi; da Secretaria de Turismo e do escritório regional do IPHAN, em São Miguel das Missões; e da equipe da cultura da Secretaria de Educação e Cultura de Giruá.

Um comentário: